Quem conta um conto,

dicas-para-criar-filhos-mais-independentes-11
Ler para as crianças , principalmente antes delas dormirem é uma atividade que pode ajudá-las nas aprendizagens escolares, já que impulsiona o gosto pela leitura, estimula o vocabulário, a curiosidade e a aptidão leitora, fomentando o interesse posterior em ler outros livros.
As estórias/histórias contadas facilitam o desenvolvimento da compreensão das emoções e como regulá-las no âmbito das relações interpessoais, já que a criança pode apreender a dar nome às emoções manifestadas pelas personagens, bem como encontrar formas de lidar com as suas e as dos outros.
A imaginação e a criatividade saem também beneficiadas. Quando a imaginação é fomentada desde uma idade precoce, esta pode ser uma boa âncora para toda a vida.
Por outro lado, cada história suscita curiosidade na criança, levando-a a colocar questões sobre o enredo e as personagens.
Observei também , na minha experiência pessoal que ao ler obedecendo os sinais, pontos e vírgulas, respirando e dando enfase nos momentos de maior emoção , ensinamo-os á ler em voz alta corretamente.
Quando estamos em estudos em grupo podemos perceber isso ,que as pessoas sabem ler, mas não em público.

Como Oradora gosto de falar sobre as Parábolas de Jesus , e o porque ÊLE se comunicava assim. Era pelo fato do povo da época ser ignorante, e nada adiantaria ensinar sobre a moral falando em conceitos.Já as alegorias das estórias guardavam uma mensagem oculta que o anímico compreendia.
Sempre vi os Contos infantis como verdadeiras Parábolas , eles também contém uma moral oculta que o anímico da criança absorve muito melhor do que através de ordens diretas.
Lembre-se que o exemplo é o melhor professor: aquilo que fazemos sobrepõe-se sempre àquilo que dizemos.
Paralelamente, os heróis e heroínas têm comportamento que veiculam valores e forças de caráter.
Assim, podemos abrir caminho nas crianças para o desenvolvimento de pontos fortes que levarão ao seu progresso harmonioso e bem-estar psicológico.

Lembrando sempre que tudo o que escrevo é baseado em estudo e principalmente em experiências pessoais.

Almofada Ovelha Perdida com Pastor (2)
Era uma vez um Pastorzinho que costumava levar o seu rebanho para o alto de uma montanha para pastar.
Como ficava sozinho durante todo o dia, aborrecia-se muito. Então pensou numa maneira de ter companhia e de se divertir um pouco. Uma tarde Voltou-se na direção da aldeia e gritou:
– É o Lobo! É o Lobo!
Os camponeses e moradores da aldeia deixaram seus afazeres e correram em seu auxílio , e claro não gostaram da graça.
Mas ele repetiu outras vezes pois assim se distraia e tinha alguma companhia.

Alguns dias depois, um Lobo saiu da floresta e atacou o rebanho. O rapaz pediu ajuda, gritando ainda mais alto do que costumava fazer:
– É o Lobo! É o Lobo!
Como os camponeses já tinham sido enganados várias vezes, pensaram que era mais uma brincadeira e não o foram ajudar. O Lobo pôde encher a barriga à vontade porque ninguém o impediu.
Quando regressou à aldeia, o rapaz queixou-se amargamente com as pessoas que não correram para ajudá-lo !

Moral da história: Mentir acaba sempre por trazer as suas consequências . As ações repetidas acabam imprimindo uma marca social , sejam elas boas ou más.

Deixe uma resposta