A Mônada e Rumi,

monadinha
Viver prá mim é tentar compreender DEUS. Prá isso preciso compreender suas razões.
Nessa busca de respostas eu vou absorvendo toda a beleza da sua criação e nesse caminho vou colhendo flores,assim pouco á pouco vou criando o MEU ramalhete.
Cada um de nós vive fazendo o seu, com as Maravilhas recolhidas pelo SEU próprio caminho.
Esse poema de Rumi é uma das flores que colhi. E não o colhi porque acho lindo, e sim porque ele é pra mim a própria VERDADE.
O poema diz >
Desde que chegaste ao mundo do ser,
uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.
Primeiro, foste mineral;
depois, te tornaste planta,
e mais tarde, animal.
Como pode isto ser segredo para ti?

Finalmente, foste feito homem,
com conhecimento, razão e fé.
Contempla teu corpo – um punhado de pó –
vê quão perfeito se tornou!

Quando tiveres cumprido tua jornada,
decerto hás de regressar como anjo;
depois disso, terás terminado de vez com a terra,
e tua estação há de ser o céu.

images (10)
1º Meu agradecimento á alguém especial que me apresentou a Rumi.
Se *quem não gosta de samba bom sujeito não é * eu diria que quem gosta de Rumi só pode ser um bom sujeito.

2º Esse poema fala da Mônada. Passei 3 anos na escola de Aprendizes do Evangelho tentando compreender a Mônada, tive que fazer o 4º ano prá finalmente entendê-la.
Resumindo, a Mônada é a Centelha Divina , um Átomo Espiritual.
Cada Mônada é um espelho vivo e perpétuo do Universo,uma força que guarda todo o potencial de Deus!

Deixe uma resposta