Meu Livro,

Solange Maltez_Os anjos que me trouxerm de volta para casa_8641
Desde criança eu busco saber mais sobre o que é essa “coisa maravilhosa” que é a vida.
Me dediquei a entender, compreender e aprender muitas coisas, sempre com dedicação e paixão, e muitas delas não deram certo.Vivi algumas frustrações mas sempre as encarei como aprendizado e não como derrotas.
Movida por um sentimento que não estava cabendo dentro de mim, escrevi um livro, pequeno e singelo, mas que têm a intenção de registrar minha gratidão á todos os que me ajudaram a amar mais a vida.
***
Cada um de nós está enfrentando sua própria batalha !
Quando enfrentamos nossos desafios com coragem, Fé, confiança que tudo na nossa vida está e é como deve ser, mostramos aos nossos próximos que é possível ser feliz apesar dos pesares !
***
Para a contra-capa escrevi essa mensagem :
“Nossa vida não é fruto do acaso.
Nosso passado está impresso em nós.
Nosso presente é consequência dele e o desenrolar da nossa história.
O Livre-Arbítrio pode produzir acontecimentos imprevistos,
mas o futuro que nos aguarda já está escrito na sentença do Juiz Tempo”.
Resumindo : A EVOLUÇÃO É FATAL ”
***
Se você gosta do Tema Religiosidade vai gostar da história, e adquirindo você estará também contribuindo com projetos da Fundação Dorina Nowill para cegos.
O Lançamento dele será no dia 06/06/2017 .
CONVITE_Solange Maltez_Os anjos me trouxeram de volta para casa.

Os patos e eu,

15259072_213500499093369_6416582686688673792_n-768x959
Acredito que nossas paixões verdadeiras estão conosco desde antes dessa vida, somente as reencontramos para matarmos as saudades.
Isso explica o meu grande amor por patos.Quando criança não tive gatinhos ou cachorrinhos, tive patinhos.
patos-0

Aos 14 anos quando inciei meus estudos nas Artes Plásticas pintei meu primeiro quadro em óleo sobre tela, um pato canadense.
pato

Fico eufórica quando os vejo, eles me fazem sentir novamente alguma alegria que tive e me marcou para sempre.
Certa vez flagrei uma mamãe pata ensinando seus filhotes nadar, ela permanecia na beira do lago e incentivava-os grasnando, um á um entrava na água dava uma volta e retornava para junto dela.
Outra vez numa visita ao Canadá, meu filho me disse:
-Vou te levar num lugar que você vai amar.
Me levou num Mercado, desses que tem bancas de frutas, verduras e legumes. Ao entrar eu disse:
– Bem legal!
Ele então me ordenou:- Olha p/ cima !
Ao olhar comecei á gritar de alegria, havia inúmeros patos, gansos, marrecos empoleirados no telhado. Foi um lindo presente.
Tenho uma pequena coleção deles, e tenho um sonho de um dia ter uma casa com vista p/ um lago com eles nadando livres.
As melhores coisas que podemos ter são As Coisas que não precisamos ter.
ducks-251511_960_720