Adrenalina,

img_4335_

Não sou médica, psicóloga,nem psiquiatra, minha opinião sobre esse assunto é de alguém que estudou pedagogia e foi mãe de um adolescente.
Quando me descobri mãe, lancei-me numa experiência de novas descobertas e muuuuuitas responsabilidades.
Ser responsável por uma outra vida, que está fora de você, que anda, fala, resolve coisas independente do que você pensa e aconselha é uma das tarefas mais difíceis da vida. Mas, há de se fazer isso com todos os alarmes e sensores ligados que só uma mãe possui.
As crianças pequenas até os 10 anos vivem orbitando em volta dos pais, estes orientam e decidem por eles, pelo menos é assim que deveria ser.
Após os 11 anos quando eles já são considerados adolescentes ( lembrando que adolescer vêm do verbo “Adoecer” e doentes devem ser tratados com cuidados redobrados e muuuuito carinho ). Sendo assim ,eles necessitam muito mais da presença e vigilância dos pais.
Nessa fase onde eles não querem mais ser crianças , mas ainda não são adultos, eles literalmente não sabem o que são, e se sentem meio perdidos.
Quando meu filho entrou nessa fase, A ESCOLA onde ele estudava fez uma Palestra para nós pais sobre a ADRENALINA. E em seguida eles viajaram para um curso de sobrevivência na selva , com os bombeiros.Porque disso ?
1º para que os pais tomassem conhecimento sobre esse hormônio que fica tão atuante na adolescência e que eles precisam extravasá-lo.
2º para que eles, os adolescentes vivenciassem experiências Físicas, emocionais onde sentiriam suas reações diante de situações de stress e perigo.
As vivências através de esportes, brincadeiras como andar de perna de pau, jogar queimada, andar de skate podem gerar a liberação do hormônio de uma forma natural e sem consequências dramáticas.
Infelizmente, a tecnologia do mundo moderno está afastando os jovens das práticas saudáveis e colocando-os longe das experiências positivas para o seu crescimento e amadurecimento, e o que é pior longe dos pais.
Não é porque seu filho está dentro de casa, trancado no quarto, com o prato de hambúrguer e batata frita que ele adora, comendo enquanto joga no computador que ele está seguro….NÂO, ele está correndo risco, talvez um risco de morte !
Para aqueles que disserem que isso é exagero e que existem ótimos pais que têm o azar de ver os filhos envolvidos com drogas e atitudes prejudiciais, eu digo que alguma coisa permitiu que isso acontecesse….E acredito também que a fruta nunca cai longe da árvore.
Ademais , o Ser Humano só é considerado adulto quando ele se auto sustenta, antes disso ele deve obediência á quem é responsável pela sua sobrevivência.
E o melhor caminho, certamente não é o caminho mais fácil.